terça-feira, 14 de junho de 2011

UM SALTO GAY NA PISCINA

Li há algumas semanas o livro "A Biblioteca da Piscina", de Alan Hollinghurst. O livro conta a história de um jovem rapaz londrino, em plena efervescência, nos anos de 1968/69. A trama é de um gay aristocrático, que vive atormentado pela falta de perspectiva afetiva; entrega-se aos prazeres do amor descompromissado de banheiros públicos e boates fétidas. Mas ele acaba encontrando em um desses banheiros de pegação um senhor que sofre um infarto. A amizade dos dois toma rumos inesperados, e inicia-se, assim, uma peripécia que vai desde a África e o processo terrível de colonização à história da homossexualidade na Inglaterra e, lógico, como um jovem gay consegue pensar em si e em seu passado no meio do caos.
É um livro lindo, cheio de metáforas da vida de todos nós, seres humanos, seres pensantes, amantes, viventes.
E as cenas apimentadas valem o ritmo lento da narrativa. O final, com uma reviravolta à Sócrates, é o melhor.
Livro para todos lermos.









Um comentário: